Perfil Geográfico

Area e Localização Geográfica

Com uma área de 4.621km2, o Município situa-se na micro-região homogênea 359 - Estrada de Ferro ou Sudeste Goiano. Limita-se ao Norte com Cristalina e Luziânia, a Noroeste com Orizona e Urutaí; a Oeste com Pires do Rio e Caldas Novas; a Sudoeste com Corumbaíba; ao Sul com Goiandira e Nova Aurora; a Leste com Catalão; a Nordeste com Campo Alegre de Goiás, parte de Cristalina e Paracatu-MG.

Área e Relevo

O Município é constituído por uma formação rochosa (maçio Goiano) antiga, do período pré cambriano, constituído basicamente por rocha gnaissicas graníticas, quatizitos, cacaxistas e outras, pertencentes predominantemente às unidades geológicas dos grupos Araxá e Canastra.
A compartimentação geomorfológica predominate na região é o quarzitos, xistos verdes de origem eruptiva e intrusões graníticas do pré-cambriano.
O Município apresenta basicamente um tipo de relevo de topografia mais vigorosa e terreno composto por rochas mais resistentes, apresentando níveis altimétricos mais elevados, formando relevo de chapadas e elevações isoladas, tais como serras e morros.
As principais serras existentes são a Serra da Patrona, a Serra da Arnica, a Serra da Mangaba, o Morro de São Domingos, o Morro do Brito e o Contraforte Central.

Vegetação e Solo

O Bioma Cerrado é predominante na extensão territorial de Ipameri e abriga uma das maiores biodiversidades existentes. São milhares de espécies da fauna, flora e outros tipos de organismos. Predominam solos denominados latossolos vermelhor-escuro e vermelho-amarelo, originado de rochas do pré-cambriano, próprios de clima úmido com estações chuvosas e secas. Os latossolos velhelho-escuro são os que melhor se prestam às atividades agrícolas, economia predominante no Município. São requentes ainda na região o cambissolo e os solos litólicos.

Altitude e Clima

O Município encontra-se a uma altitude de 800 metros acima do nível do mar e a sede a 727 metros.
O clima é tipicamente tropical pela posição geográfica da região que está situada a baixas latitudes e ocorre o clima úmido, embora se possa constatar oscilações térmicas estas variações vão de 15º a 35º . Embora já se tenha registrado 9º e 37º são episódios isolados. A média fica em 25º.

Hidrografia

O Rio Corumbá navegável por embarcações a remo e a motor possui pequeno porto denominado Porto do Buriti e na região mais próxima a Ipameri, na divisa com Caldas Novas, a represa Corumbá I é um grande potencial a ser explorado. São seus afluentes os Ribeirões Bananal, Santa Bárbara, Ouro Fino, Cachoeira e Santo Antonio, como os mais importantes.
O Rio São Marcos também banha o Município e tem como afluentes os Ribeirões Castelhano e das Éguas.
O Rio Veríssimo que nasce no território de Ipameri tem como afluentes o Ribeirão Vai-Vem que corta a cidade e que de onde originou o primeiro nome do então Arraial, o Rio do Braço e outros de menor expressão. Todos estes fazem parte da Bacia do Prata.
Cortam ainda o Município e alguns a sede do Município, os Córregos Lava-Pés, Lageado, Atalho, Luciano, Sucuri, Limoeiro, Cachoeira, Sete Voltas, ìndio, Umbuçu, Encruzilhada, Resfriado e Ponte Alta.

Foto do topo da página: Arvore nativa do Cerrado contra o por-do-sol. Acervo Família Luiz Otelo Costa.